Clique para chamar no WhatsApp!

Concessionárias x Oficinas particulares: Onde levar seu carro?

Apesar de facilitar a vida das pessoas e ajudar a economizar tempo (na maioria das vezes), tem horas que os veículos dão uma tremeda dor de cabeça (sem contar as despesas).

Nessas horas, os proprietários de carros não sabem por qual tipo de oficina optar: autorizada ou particular?

Muitas pessoas optam pelas concessionárias (também chamadas de autorizadas) por acharem que é mais confiável. Outras optam porque seus veículos ainda estão na garantia e assim, é necessário levá-lo somente nesse tipo de oficina.

Independente do motivo, na maioria das vezes as concessionárias não são a melhor opção. Todo mundo sabe que o preço praticado pelas autorizadas é mais alto, podendo chegar a ser 3x mais caro que a oficina particular e isso não garante que o atendimento e o serviço serão de qualidade.

O tempo de espera nas autorizadas também costuma ser mais demorado e, muitas vezes, elas recomendam trocar peças desnecessárias. Sem contar que, há chance, da concessionária mandar o veículo para outra oficina sem a permissão e o conhecimento do proprietário. Com isso, você paga mais caro à toa.

Devemos lembrar que oficina autorizada não é o mesmo que especializada. A autorizada é ligada à montadora e só utiliza peças genuínas enquanto a especializada não possui nenhum tipo de vínculo com a montadora e nem tem obrigação de usar peças de fábrica.

Apesar dos contras em relação às oficinas autorizadas, há momentos em que vale a pena optar por elas. Em veículos com até 1 ano de uso é recomendado fazer as revisões obrigatórias na concessionária.

Mas em geral, uma oficina particular de confiança e bem organizada é mais vantajoso.

A oficina autorizada nem sempre é a melhor opção

Como escolher uma boa oficina?

Primeiramente, você deve buscar uma oficina por indicação, sempre verifique se a empresa já possui experiência e se ela tem uma boa reputação na internet. Também verifique a limpeza e organização do ambiente, juntamente com o atendimento e o preço.

Se a oficina passar bem por essas avaliações, significa que você pode confiar.

 

Uma oficina de qualidade e bom padrão deve cumprir basicamente os seguintes procedimentos:

1) Atendimento com qualidade: profissionalismo, seguir regras, postura, atender rapidamente e bem o telefone, colocar sempre em primeiro lugar o ser humano.

2) Check list técnico de entrada do veículo: quando o carro chega, confira os pertences, o indicador de nível de combustível, estepe, ferramentas, se o carro está riscado, amassados etc. Deve ser transparente para o cliente, que deve receber uma cópia.

3) Diagnóstico preciso: É de suma importância fazer um diagnóstico preciso, se necessário fazer um “Test-Drive” com o cliente.

4) Qualidade do serviço: trabalhar sempre com peças de boa procedência, ferramentas e equipamentos adequados, profissionais treinados, motivados e disponibilidade de literatura técnica. No local de trabalho, adotar 5S´s.

5) Cumprir prazos de entrega: combinar uma data, horário e respeitá-lo. Se houver um contratempo, avisar ao cliente com antecedência e desculpas coerentes.

6) Cumprir o orçamento combinado: mostrar ao cliente quanto vai custar o serviço e o que vai ser trocado, com honestidade e transparência. Em caso de serviços adicionais, avisar o cliente prontamente.

7) Controle de qualidade: após a conclusão dos serviços executados, fazer um “Test Drive”. Não descuidar dos pedidos do cliente.

8) Entrega Técnica: depois que o veículo está pronto, explicar para o cliente tudo o que foi trocado e o serviço que foi feito. De preferência mostrar as peças trocadas e avisar que deve ser dado um destino correto para preservação do meio ambiente.

Share This:

Comments ( 0 )